Número total de visualizações de página

sexta-feira, 2 de maio de 2014

PPR resgatados pagam créditos à habitação

Em 2014 já foram resgatados 6.234 contratos de Planos Poupança Reforma (PPR) para pagar créditos à habitação, revelou o Instituto de Seguros de Portugal (ISP).



"Este ano, já em 2014, foram resgatados 6.234 contratos de PPR, com valores médios de €356 euros, o que dá dois milhões de euros de resgate que serviram para pagar créditos de habitação", disse o presidente do ISP no parlamento, na passada semana.

José Almaça explicou que estes 2 M€ comparam com o total de PPR de 13 mil M€ geridos pelas sociedades de seguros, procurando mostrar que o valor do resgate "é muito reduzido e irrelevante".

O responsável adiantou ainda que o volume de prémios de seguros cresceu 20,7% no ano passado em termos homólogos, para 12,3 mil M€.
O presidente do ISP divulgou que o Ramo Vida cresceu 33,4% e que, em termos de composição da carteira de investimentos, tem ativos de 42,2 mil M€, dos quais 75% para financiar a economia.
Já o Ramo Não Vida, cujo peso é menor - uma vez que gere ativos de 6 mil M€ - caíu 4,4% no ano passado. "Grande parte serve para financiar dívida pública e a dívida privada", explicou.

José Almaça afirmou ainda, não ter informação que "desabone" sobre a situação financeira do grupo chinês Fosun, que comprou a Caixa Seguros e garante ter consultado vários supervisores.

Artigo retirado do Jornal Metro de 24 de Abril de 2014

Sem comentários:

Enviar um comentário